Floresta Nacional de Carajás

Pesquisadores da USP descobriram na Floresta Nacional de Carajás um refúgio de araras-azuis – Foto: Elza Fiuza/ABr

No Brasil existe uma enorme variedade de animais. Todas as espécies têm significado para o equilíbrio da natureza. Além de importância científica, social, estética e econômica, a fauna silvestre é fundamental para a sustentabilidade dos ecossistemas.

Entre os mais famosos animais brasileiros estão o tamanduá-bandeira, a onça-pintada, o peixe-boi, o boto-rosa e a arara-azul-de-lear. Algumas espécies não são encontradas em nenhum outro lugar do mundo.

Limites da floresta

A Floresta Nacional de Carajás limita-se, ao norte, com a Área de Proteção Ambiental do Igarapé Gelado; a noroeste com a Floresta Nacional do Tapirapé-Aquiri e a oeste, com a Terra Indígena Cateté, onde vivem os índios Xikrin. A sudoeste é delimitada pelo Rio Itacaiúnas e Terra Indígena Cateté, ao sul, constitui fronteira com propriedades rurais particulares, a sudeste limita-se com o igarapé Sossego e propriedades particulares e a leste é limitada pelo Rio Parauapebas e propriedades particulares.

Deixe uma resposta